Facebook Clic BetimTwitter Clic BetimYoutube Clic Betim

Sábado, 22 Julho 2017 | Login

Operação encontra dez pontos de captação irregular de água na represa Várzea das Flores

Operação encontra dez pontos de captação irregular de água na represa Várzea das Flores

Em uma operação que fiscaliza desde a última segunda (8) o uso dos recursos hídricos na represa Várzea das Flores, Região Metropolitana de Belo Horizonte, flagrou dez pontos de captação irregular de água, além de apreender animais e materiais para pesca e encontrar áreas de desmate e lançamento inadequado de esgoto.

Um dos três reservatórios que compõem o Sistema Paraopeba, Várzea das Flores está, atualmente, com 38,5% da capacidade. A ação, coordenada pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, se estende até sexta (12). Ao todo, participam 40 agentes, entre técnicos da Semad e policiais. A operação acontece nos municípios de Contagem e Betim, onde está localizado o lago.

Foco

O principal objetivo das ações é verificar a regularidade das propriedades e empreendimentos no uso dos recursos hídricos. Também estão sendo observadas outras irregularidades como desmatamento e intervenções em locais irregulares, especialmente nas Áreas de Preservação Permanente (APP), nas margens da represa e de cursos d´água.

Várzea das Flores é um contribuinte da sub-bacia do rio Paraopeba, que pertence à Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco e tem grande importância para o abastecimento de água de Betim, Contagem e de parte de BH. O local é muito utilizado pela população do entorno como área para pesca e banhos e para construção de residências de luxo e atividades voltadas para o lazer.

A represa está inserida na Área de Proteção Ambiental Várzea das Flores, que protege a lagoa. A unidade de conservação foi criada em 2006 e possui 12,2 mil hectares de área. A Operação terá a participação de 50 pessoas entre fiscais do Sisema e integrantes da Polícia Militar de Meio Ambiente.

De acordo com a secretaria, quem for flagrado retirando água da bacia sem a devida autorização está sujeito a advertência, multa, suspensão, embargo e ter o equipamento de captação lacrado. A operação segue até esta sexta-feira (12).


Compartilhe  compartilhe

botao_facebook botao_twitter botao_google

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar